quarta-feira, 2 de maio de 2007

Casa Soenga

CASA DA SOENGA
A casa da Soenga situa-se na freguesia de S. Martinho de Mouros, concelho de Resende.
Martin Vaz, foi ao que tudo indica, o seu primeiro proprietário no início do século XVI.
Depois de ter sido muito danificado com o terramoto de 1755, em 1779, D. Joaquim de Carvalho Cabral de Azevedo Cardoso e Meneses mandou-o reconstruir e ampliar, um pouco mais ao lado, com traçado completamente diferente do anterior. Este solar é considerado por muitos o mais grandioso da Beira Alta.
Existem dados que afirmam que no mesmo local onde hoje se encontra este solar, existiu outro no século XVI que teria sido muito danificado com o terramoto de 1755.
O solar e a quinta continuam na posse da família dos Azevedos Coutinhos, pertencendo actualmente a D. Maria Teresa Botelho Lobo Alves Pinto de Castello Branco, que mora em Oeiras.
Este solar é constituído por duas grandes alas, um amplo terreiro, lindíssimo jardim e capela privativa dedicada a Nossa Senhora do Desterro. No lugar onde hoje se encontra o lago, foi no passado uma cavalariça.
No meio da ala principal, que apresenta nos seus extremos dois grandes chalés em plano superior que parecem torreões, existe uma pequena escadaria de acesso à entrada principal do edifício, encimada pelo brasão de armas da família, com os Azevedos, Borges, Coelhos e Cardosos.
Situados a norte da ala principal, encontramos os jardins em dois patamares, ornamentados com estátuas, representando figuras da mitologia romana. Estes e o solar foram classificados, imóveis de interesse público, por decreto de 29 de Setembro de 1977.
O solar encontra-se dividido em grandes salões. Um merece atenção especial, a biblioteca dado o número de obras que apresenta, 6 mil volumes, que a caracterizam, como a maior e melhor do concelho de Resende e uma das melhores de toda a região.
A Casa da Soenga está enquadrada numa grande quinta, com vista panorâmica por excelência, tem um grande parque, com árvores exóticas e de grande porte e com lago ao centro.
No salão nobre, encontram-se expostos inúmeros retratos de grandes dimensões, pintados a óleo, de todos os descendentes da casa.

3 comentários:

A.Ferreira disse...

O meu bisavô D.Frederico de Azevedo Faro e Noronha creio ter nascido neste solar. Alguém me pode complementar esta informação?

Joaquim Vaz disse...

O brazão de armas (em ferro)no portão é diferente do brazão de armas na entrada principal. No primeiro e no canto inferior esquerdo representa Ferraz e no segundo está representado no canto inferior direito o brazão de armas dos Matos. Qual a explicação ? Grato

José Escaleira disse...

O meu avô Basílio Peres de Faro Azevedo e Costa Lucena Noronha de Menezes, filho de Basílio Peres de Azevedo Costa é oriundo da Casa do Castanheiro de Ponte da Barca. Tem ligações á casa da Soenga.